Notícias

BtControl quebra ciclo de vida da Helicoverpa amigera

Em uma nova pesquisa realizada com o inseticida microbiológico BtControl demostrou que os efeitos subletais do produto quebraram o ciclo de vida de diferentes populações da lagarta Helicoverpa armigera. O estudo foi realizado pelo professor Ricardo Antonio Polanczyk na Universidade Estadual Paulista – Campus Jaboticabal (SP).

Polanczyk testou o BtControl sobre diferentes populações de lagartas Helicoverpa armigera isoladas nas culturas do algodão, sorgo, citros e cana-de-açúcar. Os resultados demostraram mortalidade de até 100% nos primeiros estágios larvais de lagartas isoladas na cultura da soja logo nos primeiros dias após a aplicação do produto.

Ainda de acordo com a pesquisa, as lagartas que sobreviveram após a aplicação do BtControl sofreram efeitos subletais. Segundo o pesquisador, “cerca de 90% das lagartas sobreviventes aos tratamentos não chegaram ao estágio de pupa e daquelas sobreviventes que empuparam nenhuma resultou em formação de adulto”.

“Os efeitos subletais de Bt nas lagartas são importantes, embora seja muito difícil de avaliar em condições de campo. Embora a lagarta permaneça viva o seu desenvolvimento é afetado de tal forma que a sua capacidade de causar dano na planta é substancialmente comprometida, ou seja, embora a lagarta esteja viva, para o agricultor ela está morta pois não causa dano”, concluiu o especialista.

Fonte: Agrolink