Notícias

Plano Safra terá foco em armazenagem e tecnologia, confirma ministro

O Plano Safra 2014/15, que trará o volume de crédito rural e as condições de financiamento da próxima temporada, que terá início em julho, deverá ser anunciado até o fim de abril, confirmou ontem o ministro da Agricultura, Neri Geller, durante almoço promovido pela Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

O foco do programa, segundo o ministro, estará concentrado em armazenagem, acesso a tecnologia e irrigação. A participação do ministro no almoço de ontem sinaliza uma tentativa de reaproximação da Agricultura com a bancada, deixada de lado pelos ministros Wagner Rossi e Mendes Ribeiro. O antecessor imediato de Geller, Antônio Andrade, tinha uma relação um pouco mais próxima que os dois ministros que o precederam – mas, ainda assim, distante em relação ao que desejam os deputados ruralistas.

Geller afirmou que o governo avalia a possibilidade de ampliar o volume de recursos para o financiamento da armazenagem. Para ele, aportes nessa frente são urgentes. “Somente nos primeiros oito meses da safra atual [2013/14], cerca de R$ 2,9 bilhões foram emprestados para obras de armazenagem”, disse. O total disponível é de R$ 4,5 bilhões.

Apesar do prazo curto, Geller informou que ainda não tem uma previsão concreta sobre o total de recursos que serão destinados ao Plano Safra 2014/15. Em 2013/14, a agricultura empresarial foi contemplada com R$ 136 bilhões. Na pauta do almoço de ontem, temas como seguro rural, registro de agroquímicos genéricos, nova legislação para os defensivos agrícolas, segurança jurídica no campo e Cadastro Ambiental Rural (CAR), entre outros, também foram discutidos. “Na semana que vem devemos nos posicionar em relação ao CAR e adiantar as conversas sobre melhorias na logística e defensivos. Estamos no início do trabalho, mas temos pressa”, afirmou o ministro.

Fonte: Jornal Valor Econômico.